INSS Facilita Acesso ao Auxílio Doença com Novo Serviço em Agências dos Correios

Em uma iniciativa que visa simplificar e agilizar o processo de solicitação do antigo auxílio-doença, agora conhecido como benefício por incapacidade temporária, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anuncia uma parceria com as agências dos Correios. A partir do dia 18 de março, em uma fase de teste inicial em Fortaleza (CE), beneficiários poderão apresentar seus atestados médicos em agências dos Correios, facilitando o pedido do benefício.

Esta nova opção de atendimento complementa as já existentes, permitindo que o segurado solicite o benefício por incapacidade temporária através da central telefônica do INSS, pelo número 135, ou pelo aplicativo Meu INSS. Após realizar a solicitação, os segurados devem se dirigir a uma agência dos Correios para apresentar o atestado médico, um passo necessário para completar o pedido do benefício.

INSS Facilita Acesso ao Auxílio Doença com Novo Serviço em Agências dos Correios
Reprodução: Fala de Grana

A escolha dos Correios como ponto de apoio para a entrega dos atestados médicos visa atender principalmente a parcela da população que enfrenta dificuldades de acesso à internet, facilitando assim a inclusão digital e o acesso aos serviços do INSS. Para processar essas solicitações, será utilizado o sistema online Atestmed, com o qual o INSS e os Correios estão trabalhando em conjunto para integrar plenamente o serviço nas agências postais.

O INSS tem como meta alcançar a concessão de 100% dos benefícios por incapacidade temporária através do sistema Atestmed até 30 de abril, em um esforço para otimizar o processo e reduzir a fila de espera, que, segundo dados recentes, teve uma redução de 30% em novembro de 2023 em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Leia mais:

Essa medida faz parte de uma série de ações implementadas pelo governo federal para melhorar o tempo de resposta e a eficiência no atendimento aos cidadãos. Entre essas ações, estão a simplificação de requerimentos pelo aplicativo Meu INSS, a substituição da perícia presencial pela análise documental através do Atestmed e a realização de mutirões de atendimento, que visam especialmente reduzir a fila de pedidos do Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com deficiência.

O principal objetivo dessas iniciativas é manter a fila de espera dentro do prazo legal de 45 dias, exceto em casos que envolvam acordos internacionais ou análises de pós-perícia, garantindo assim um serviço mais ágil e acessível para todos os cidadãos que dependem do auxílio do INSS.

Fonte: INSS

Deixe um comentário