Transações via DOC e TEC Terminam no Brasil

O Brasil se despede de uma era com o encerramento das transações bancárias via DOC (Documento de Ordem de Crédito) e TEC (Transferência Especial de Crédito). A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) anunciou que o uso desses meios de pagamento será descontinuado a partir de 15 de janeiro de 2024, marcando o fim de um método tradicional de transferência bancária.

O DOC, um dos mais tradicionais meios de transferência bancária, só poderá ser utilizado nas funções de emissão e agendamento até as 22h de 15 de janeiro. Após essa data, será descontinuado. A data máxima de agendamento do DOC é 29 de fevereiro, quando o sistema será encerrado definitivamente. Além do DOC, as operações de Transferência Especial de Crédito (TEC), criadas exclusivamente por empresas para pagamento de benefícios a funcionários, também serão descontinuadas.

Impacto do PIX na Descontinuação

A extinção das modalidades DOC e TEC considera o desinteresse dos brasileiros em utilizá-los, especialmente após o lançamento do PIX em novembro de 2020. O PIX, por ser gratuito, instantâneo e permitir transações de maior valor, tornou-se a escolha preferida dos brasileiros. Em comparação, as transações via DOC no primeiro semestre de 2023 somaram apenas 0,05% do total de operações feitas no ano.

Tanto na TEC quanto no DOC, o valor máximo das transações é de até R$ 4.999,99. As movimentações feitas por meio do DOC são efetivadas um dia depois de o banco receber a ordem de transferência, enquanto a TEC garante a transferência de recursos até o final do mesmo dia. Cada banco institui o valor cobrado pelas transações em seus diferentes canais de atendimento ao cliente.

Leia mais:

Grandes bancos em operação no país, como Bradesco, Caixa, Itaú Unibanco, Banco do Brasil e Santander, afirmaram seguir

Deixe um comentário