Petróleo Fecha em Queda na Sessão do Fed sobre Corte de Juros, mas Sobe 6% no Mês

O petróleo fechou em queda enquanto o mercado reagia à decisão do Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano, de manter as taxas de juros inalteradas, confirmando as expectativas dos investidores. Os contratos mantiveram a trajetória de baixa desde cedo, após dados apontarem alguma desaceleração da economia da China. O recuo dos contratos acabou por mitigar o desempenho positivo em janeiro, a primeira alta mensal desde setembro, diante da apreensão sobre o conflito no Oriente Médio.

Detalhes dos Preços e Movimentos do Mercado

O petróleo WTI para março recuou 2,53 dólares (2,97%) a 75,85 dólares o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex). O Brent para abril cedeu 1,40 dólares (1,16%) a 81,71 dólares o barril. No mês de janeiro, os contratos mais líquidos do WTI e do Brent acumularam alta de cerca de 6%. Os preços da commodity caíram desde cedo, depois que a atividade fabril na China contraiu pelo quarto mês consecutivo.

Leia mais:

O mercado petrolífero parece bem equilibrado este ano, num contexto de economia fraca e de crescimento da produção na América. Em relação à produção de petróleo, o diretor-executivo da Agência Internacional de Energia (IEA), Fatih Birol, estimou que a participação do Brasil na oferta global de petróleo irá saltar para 4% em 2030 e se manter neste nível até 2040. O Fed descartou a possibilidade de novos aumentos de juros e adotou uma postura cautelosa em relação ao início do ciclo de cortes.

Deixe um comentário